A carta que nunca te escrevi

A Carta CAPA NOVA versão final perfeita.

A Primeira Guerra Mundial acaba de terminar. Há soldados voltando para casa. Há soldados que nunca mais voltarão. Quanto às pessoas que ficaram... Suas vidas também foram profundamente alteradas.

Conheça a história de Adeline Lejeune, uma mulher que ainda é jovem, mas que perdeu seus sonhos. O futuro de Adeline ficou enterrado no solo pútrido de Verdun, a mais sangrenta e mortal batalha da Primeira Guerra Mundial. Sua vida não é nada do que ela sonhou e ela vive à deriva, entre cartas de um amor perdido, lembranças partidas e um presente tomado de empréstimo.

Mas o fim da guerra trará a sombra de um fantasma que ela não supunha reencontrar. Adeline está prestes a descobrir que seu presente lhe reserva uma surpresa. E que, talvez, se ela tiver coragem de dar um salto em direção ao seu próprio futuro, ainda haja amor e felicidade além das desgraças causadas pela guerra.

Inicialmente lançado em formato de conto, selecionado para a antologia "Rendendo-se por uma solteirona", do selo Reino da Editora Portal, a romântica história retorna agora em formato de novela.